Por que fazemos ciência?

Ciência em rede

Copiado de Antena5.

Por coincidência — ou talvez por influência mesmo — minha percepção para responder a esta pergunta está bastante alinhada com Eduardo Tomanik em sua obra O Olhar no Espelho (2004). Confesso que não fiz uma pesquisa sistemática sobre o que é a ciência, mas, como todo estudante de mestrado, já li algumas obras sugeridas pelos professores. Por isso, minha opinião neste assunto pode estar sendo influenciada pelos autores que li. O interessante neste depoimento é que isso já que demonstra, a princípio, que a ciência funciona, uma vez que o estudante que se propõe a fazer ciência deve partir de um conjunto de descobertas comprovadas pela sua área de interesse para dar sua contribuição, aumentando assim o conjunto de descobertas desta ciência. Mas já estou me precipitando.

Percebo que precisamos da ciência por vários fatores. Em primeiro lugar precisamos dela para entender a realidade em que vivemos. Mesmo sem ser especialista em todas as Ciências, no nosso cotidiano lidamos com elas. Utilizamos as Ciências Naturais ao fazer cálculos, ao utilizar um transporte, ao tomar um medicamento indicado por um médico, ao ler este texto no computador ou ao imprimí-lo. Utilizamos também as Ciências Sociais e Humanas ao estudar a cultura de uma sociedade,  ao questionar a nossa história, ao entender o funcionamento de uma empresa ou o comportamento de um indivíduo. Ou seja, mesmo sem ser cientista qualquer indivíduo utiliza o conhecimento que foi produzido pela ciência.

Além disso, como podemos ver, a ciência também é necessária para fazer ciência. “O próprio avanço das ciências e das tecnologias contribui para abrir novos campos e formas de pesquisas” (TOMANIK, 2004). As diferentes formas de se fazer a pesquisa nas Ciências Sociais também possibilitam novos rumos para os estudos que envolvem o homem (TOMANIK, 2004).

Precisamos também da ciência como um meio comum para a validação das descobertas feitas pelos pesquisadores. Os questionamentos e debates realizados entre os cientistas contribuem para o aperfeiçoamento de uma ideia. A aceitação de uma descoberta realizada por um pesquisador é feita através da comprovação de uma tese ou pelo simples convencimento de suas afirmações. Neste caso, o aceite destas afirmações significa que as ideias propostas resolvem um conjunto de problemas observados por esta Ciência.

Observamos então a ciência como uma espécie de “acordo” entre os pesquisadores, onde delimita-se os problemas que serão estudados, utiliza-se um objeto de estudo que será observado e propõe-se um método para resolução desses problemas. Assim, a importância da utilização da ciência está na busca pela compreensão da realidade através de uma comunidade científica que registra o conhecimento científico em busca de um “conhecimento verdadeiro”.

Referências

TOMANIK, Eduardo. O olhar no espelho: “conversas” sobre a pesquisa em ciências sociais. 2. ed rev. Maringá: Eduem, 2004.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *